Meus interesses:
- Física
- Neurociência
- Antropologia
- Origem da vida
- Teoria da Evolução
- Teoria dos Sistemas e Complexidade
- Relativismo Religioso

Outros interesses:
- Escrever artigos científicos
- Cinema
- Música
- Fotos

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Como somos pequenos em relação ao nosso planeta Terra e como é grande o nosso poder de destruição, ou a estranheza do quadrado de 90km de lado!

1) Nesta postagem vou falar em muitos números e espero não cansar ninguém. No final apresento os cálculos que fiz, mas recomendo só para quem gosta de matemática.

O artigo não é longo, é dividido em duas partes. Os cálculos formam uma terceira parte, mas não é tão necessário querer entendê-los. Mas tenho certeza que no final deste artigo vocês terão uma surpresa.

Imaginem então que vocês fizessem um quadrado de 1m de lado, ou 1m² de área, e colocassem ali uma pessoa. Mas vocês também fariam outros ao lado deste, com a mesma área, e colocando também uma pessoa em cada m², até atingirem um comprimento de 90.000 metros, ou 90 km. Em ângulo reto com esta fileira de 90.000 pessoas, vocês também fariam a mesma coisa até chegarem a 90.000 metros com 90.000 pessoas. Isto seria os dois lados de um quadrado gigante, riscando o chão em pequenos quadrados de 1m de lado.

Se cada lado desse quadrado gigante possui 90.000 pessoas, qual seria a  quantidade de pessoas no total, preenchendo todo o interior desse superquadrado? Seria 90.000 vezes 90.000 que daria 8 bilhões e 100 milhões de pessoas, muito mais que a atual população mundial que é hoje de aproximadamente 7 bilhões de pessoas.

Acho muito estranho TODA a população da Terra, de bebês a idosos, preencherem só um quadrado de 90 km de lado, com cada pessoa ocupando um pequeno quadrado de 1m²! Parece que existe algo errado aí, mas não, o cálculo está certo. Eu já o havia feito há quinze anos e depois fiz no Orkut utilizando um quadrado de 80 km de lado, que poderia conter 6 bilhões e 400 milhões de pessoas, a população da Terra de poucos anos atrás. Confesso que fiquei muito tempo para visualizá-lo, ou seja, a população do mundo dentro desse quadrado onde 90 km não é nada perto das dimensões da Terra.

E vejam, por exemplo, que a distância de São Paulo a Campinas, não em linha reta, mas por vias comuns, segundo o site www.geografos.com.br, é de 99 km. Em linha reta é menos, sendo então que a população mundial caberia em um quadrado que um dos lados iria praticamente de São Paulo a Campinas e só!

2) Esse superquadrado, agora não tão grande assim para o meu propósito aqui, possui uma área de 90 km x 90 km  =  8.100 km², muito menor que a área da Terra que é aproximadamente 510 milhões de km². Se você dividir o quadrado pela área da Terra verá que o nosso "super" corresponde a aproximadamente 0,0016% da área do planeta! Só!

Acontece que os minúsculos habitantes da Terra estão conseguindo destruir a vida toda no planeta, com o auxílio, claro, daquilo que seus ascendentes inventaram e/ou fizeram: indústrias poluentes, desmatamento, máquinas poluentes - sendo carros, caminhões... Etc. E esses habitantes também constroem indústrias poluentes, etc., ou seja, dão continuação...

Uma das melhores passagens de "Matrix", na minha opinião, infelizmente não veio de Morpheus, Neo ou Trinity.  Veio do agente Smith. Quando Morfheus é capturado, o agente diz claramente: "Você sabe quais os dois únicos organismos que destroem seu habitat, tiram tudo dele, para depois procurarem outro e fazer a mesma coisa? Os vírus e os seres humanos".

Pois bem pessoal, nós caberíamos em um quadrado de 90 km de lado, representando apenas 0,0016% da área de nossa Terra e mesmo assim temos o potencial de destruir toda a vida exuberante que vemos por aí.

Que força viral não temos, não é mesmo?!

:::::

3) Os cálculos:

1º - Quadrado é lado vezes lado e colocarei em fórmulas sem símbolos, embora muito simples para alguns, facilita para outros. Ex.: uma sala quadrada de 9m de lado possui 9m x 9m = 81m² de área.


2º - A área da Terra é calculada por quatro vezes o número "pi" (3,1415), vezes o raio da Terra ao quadrado.

- O raio - distância da superfície até o centro - é, pesquise em dados físicos da Terra, aproximadamente 6.371 km;

- Então temos: 4 vezes 3,1415 vezes 6.371 ao quadrado, que dá aproximadamente 510.000.000 km².


3º - A relação entre as áreas do quadrado e da superfície terrestre:

- O quadrado já calculado é de 8.100 km²;

- Dividindo a área do quadrado pela área da Terra: 8.100/510.000.000, temos 0,00001588, que é aproximadamente 0,000016. Em porcentagem é só multiplicar por 100: 0,0016%.

É isto!

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Sobre o "bullyng" – Minha visão pessoal

O ser humano é essencialmente covarde. Se você não impor respeito perante as pessoas terá problemas. Digo de forma generalizada, mas não todas as pessoas, lógico, são covardes e seria difícil, senão impossível realizar uma estatística a este respeito. E muitos que não são poderão ter seus momentos de ódio ou raiva... Mas basta termos consciência aqui que, em qualquer sociedade, em qualquer grupo de pessoas, existirá uma percentagem muito grande de pessoas aproveitando da fraqueza dos outros. E este aproveitamento vem de várias formas.

Se uma pessoa é tímida, se não possuir respostas certas na hora certa, também terá problemas. Foi o meu caso quando da minha adolescência para a juventude, de quatorze aos dezessete anos. Eu gostava de ler, estudar, tirava notas altas na escola, mas isto gerava inveja, vinda de recalque, e o bullyng que sofri não foi com agressão física e sim verbal. Às vezes eu respondia, às vezes não e um dos pontos em que me pegavam era “você deixa de aproveitar a vida para só estudar”. E não era verdade porque, naquela época de 1977-78, eu frequentava as antigas “discotecas”, tinha minhas namoradas e os meus “rolos” com elas. Mas, quando querem aproveitar de você, quando não gostam de você, as pessoas covardes, maldosas, chegam a mentir para te pegar. E é aí que eu mais esquentava a cabeça.

Sofri deste mal até dentro da família, mas não irei expor detalhes por razões pessoais.

As pessoas covardes vivem testando as outras e quando encontram uma brecha, uma oportunidade de humilhação, fará sem dó. Mas eu tive uma chance. Reparava que quando alguém não tinha resposta para dar, fazia algo que nenhum pai ou mãe iria ensinar aos filhos, ou sabe lá se não: xingava! Sabe quando alguém não suporta mais a encheção de saco? Era isto e por mais errado ou não, se por muitas vezes me faltou educação, melhorei; com o tempo aprendi a ser polido em minhas imposições. E o mais incrível foi saber o quanto dentro da sociedade existia mais pessoas covardes do que eu imaginava na época.

O que eu sofri atrapalhou por anos os meus estudos porque tive uma crise existencial se o melhor da vida seria aproveitá-la ou levá-la a sério. Afinal eu era imaturo e tímido, inexperiente com a vida.

Só em 2008 conheci a palavra bullyng e me lembrei da adolescência. Sabia que havia algo errado naquelas encheções de saco, mas não imaginava a profundidade de como tudo aquilo iria me afetar. Na verdade me lembro da minha adolescência até hoje...

domingo, 26 de janeiro de 2014

Minhas frases

"A gente vai vivendo, presenciando fatos, adquirindo experiência de vida e chega uma hora em que você fala assim: "neste mundo eu duvido de tudo e ao mesmo tempo não duvido de nada". RS.
.

"O possível e o impossível estão muito próximos desde que você seja louco como eu." 

Autoria minha. RS.
.

"Eu gosto de ver todo mundo bem. Não conheço a inveja."
.

"Eu poderia renascer 1.000 vezes em 1.000 locais diferentes que sempre apreciaria a solidariedade e o humanismo entre as pessoas."
.

"O que é a vida? A vida é o que vc pode fazer com ela."
.

"Não farei mal a mim mesmo; não farei mal ao meu semelhante; não farei mal aos animais e plantas. Todos nós somos filhos da Mãe-Natureza."
.

"O ser humano é mais inteligente para arrumar problemas do que para resolver problemas."
.

"No dia em que alguma chuva ácida, em alguma metrópole do planeta, provocar ferimentos nas pessoas a ponto de muitas delas não mais saírem de casa, não saírem para gastar no comércio, não forem trabalhar, superlotarem hospitais, etc., aí sim as autoridades obrigarão as indústrias a poluirem menos, usando filtros especiais de gases ou outros recursos, para diminuirem a poluição."
.

"Eu não me enquadro em nenhum quadro social! Tenho amigo pobre, rico, intelectual, semianalfabeto, poderoso, sem poder algum, de todas as raças, de todas as cores.
Falo assim porque todos os quadros sociais possuem pelo menos uma restrição à alguma dessas pessoas que descrevi."
.

"Eu sou físico e, portanto, sintonizado com o Universo. Isto faz de mim uma pessoa calma e serena."
.

"Pelos meus ideais eu conquisto amizades, perco amizades, conquisto amigos e também perco amigos. Mas só eu sei que eu sou o melhor para mim."
.

"Para a grande maioria das pessoas, Deus é o dinheiro; mas elas farão de tudo para dizerem que não."
.

- "4% da riqueza mundial é o suficiente para amenizar as necessidades básicas do mundo."
Falo de uma "ecologia" humana:
Pensar que, no caso do Brasil, existem pessoas que são indiferentes ou não gostam da luta contra a pobreza. Acham simplesmente que ganhar ou não um pouco de dinheiro SÓ depende das pessoas em si e não tem a ver com os governos municipais, estaduais e federais, aumentando o número de empregos ao estimular a produção dos empresários - empresas e indústrias.
.

- Eu sou pela diminuição das desigualdades sociais no Brasil sempre, desde que me conheço por gente, e, pasmem, aos 10 anos de vida, na escola, havia quem me chamava de "protetor dos fracos e oprimidos", "defensor dos pobres", etc., ou seja, um certo "bullyng"...
.